Desodorante: você está usando certo?

Você acorda, passa desodorante, se veste e sai para o trabalho/escola/faculdade?

Bom, você pode estar fazendo tudo errado! De acordo com uma pesquisa da Sociedade Internacional contra a Hiper-Hidrose, esse costume de passar o desodorante pela manhã está errado. Segundo o estudo, o momento certo para aplicar o antitranspirante é antes de ir dormir, com as axilas totalmente secas.

Desodorante

A explicação é simples: a ação do desodorante é mais eficaz durante o sono. Como a produção de suor cai enquanto estamos dormindo, o produto consegue penetrar melhor na pele, tornando sua eficácia maior. Ou seja, antes de dormir, mesmo que tenha tomado banho, a dica é secar muito bem a região e aplicar o antitranspirante para poder acordar cheiroso no dia seguinte.

É claro, a eficácia dos antitranspirantes varia de pessoa para pessoa. Cada um se adapta melhor a uma versão do produto. Por isso, preparamos um guia rápido aqui para você dar uma olhada nas vantagens e desvantagens de cada tipo e escolher o melhor para você:

Spray

Os antitranspirantes em spray (aerosol) são uma boa pedida pela praticidade, já que secam rápido. No entanto, se você tem muitos pelos na axila, é melhor ficar longe deles, já que frequentemente os ingredientes ativos podem ser barrados nos pelos sem chegar de fato à pele.

Roll-On

São aqueles aplicados com uma ponteira esférica, que distribui o produto pela axila. Podem até ser menos práticos que os antitranspirantes em spray, pois demoram mais para secar. Dependendo do produto, vai demorar um pouco mais ou muito mais. No entanto, a fórmula entra em contato com a pele mais facilmente.

Creme

O desodorante aerosol tende a secar mais rápido e possuir aromas marcantes. Geralmente possuem proteção contra odores prolongada (a famosa proteção 48hrs). Os desodorantes em forma de spray (aerosol) também são indicados para os homens que transpiram menos, enquanto os cremes controlam a transpiração intensa (Clinical).