Treinando de manhã, à tarde e à noite: prós e contras

A prática de exercícios físicos já é rotina pra muitos caras e, mesmo aqueles que ainda estão meio sedentários, reconhecem a importância de realizar um esporte pra manter corpo e mente em dia. Conciliar o calendário de trabalho e/ ou estudos com os treinos nem sempre é fácil ou possível, mas é um daqueles esforços que valem a pena. Para facilitar, muita gente opta por treinar no momento em que se sente mais disposto: com certeza, aquele cara que sofre pra acordar cedo vai render muito pouco se for para a academia pela manhã, certo?

Mas, além da pré-disposição de cada um, o horário em que treinamos impacta sim no resultado. Aqui, listamos os prós e contras de treinar pela manhã, tarde ou noite pra que você coloque na balança e descubra qual o período mais favorável pra você suar a camisa:

Treinando pela manhã

manha

Pela manhã, os níveis de testosterona no metabolismo masculino estão elevados, o que auxilia na recuperação dos músculos exercitados, uma ótima notícia pra quem visa “crescer” com o treino. Com o treino, seu corpo vai “acordar” para as atividades e produzir serotonina, substância responsável pela melhora no nosso humor. Pesquisas indicam ainda que o final da manhã é o momento em que estamos mais focados mentalmente, o que ajuda a dar aquele gás no trabalho, por exemplo.

O único problema real do treino pela manhã é a luta com o despertador: a gente sabe que é difícil, muito difícil, não sucumbir àqueles 15 minutinhos (que acabam virando meia hora) a mais na cama.

Treinando à tarde

tarde

O corpo já está desperto e, consequentemente, mais aquecido. Isso favorece os caras que pegam forte nos treinos anaeróbios (leia-se musculação). É nesse período também que o corpo está mais resistente à dor, além da força e flexibilidade estarem tinindo.

No entanto, com o cair da tarde, o foco e concentração diminuem e, talvez, você se sinta menos estimulado a praticar um esporte. E, caso você vá treinar logo após o almoço, espere, pelo menos, duas horas: seu estômago precisa digerir os alimentos e malhar nesse período pode causar desconforto.

Treinando à noite

noite

Muita gente acaba deixando o treino para a noite e a boa notícia é que, assim como pela manhã, o período é propício para a liberação de outra substância poderosa para o nosso bem-estar, a endorfina, que ajuda a dar aquele relax no fim do dia. Além disso, o horário é, sem dúvida um dos mais cheios nas academias, pois elas ficam abertas até altas horas e você consegue encaixar no seu dia um treino, mesmo saindo tarde da aula ou escritório.

Porém, é importante lembrar que, a partir das 21h, o corpo também libera melatonina, hormônio responsável por preparar seu metabolismo para o sono. Com isso, treinos muito intensos após esse horário, ao contrário de relaxarem e garantirem aquela noite de sono bem dormida, podem ter efeito contrário, comprometendo o seu descanso, que fundamental para um bom resultado do treino. Tente finalizar seu exercício até 2 horas antes de cair na cama.